Aviação militar, Destaque, Indústria

Alemanha recebe o primeiro avião Airbus A400M estândar, de transporte militar tático  

A “Airbus Defence and Space” entregou à força aérea alemã o primeiro A400M, avião de transporte aéreo para operações táticas, capaz de sobrevoar áreas em situação de ameaça militar.

A aeronave representa o sexto A400M no serviço alemão e a primeira com novos recursos que incrementam o desempenho dos A400M, líderes mundiais em transporte estratégico. Todos os aviões serão modernizados para o novo modelo estândar e contarão com as respectivas melhorias quando sejam certificadas.

Os principais aspectos das novas funcionalidades da aeronave são as melhorias no sistema de autodefesa e no lançamento de carga e paraquedistas.  Além disso, o avião pode operar em pistas despreparadas, voar baixo a 150 pés (cerca de 45,7 m) do chão, funcionar como tanque e reabastecer outros aviões e decolar e aterrissar de maneira segura em temperaturas extremamente altas. 

A nova aeronave está equipada com um Subsistema de Auxílio Defensivo (DASS na sigla inglesa) que incorpora um Sistema de Alerta Antimíssil, um Receptor do Alerta de Radar e um sistema de lançamento de contramedidas de defesa, como ‘flares’ e ‘chaffs’ antirradar. O DASS de todos os A400M é montado pela Airbus Defence and Space em Ulm (Alemanha).

A aeronave foi certificada para lançar de sua rampa cargas militares e de ajuda humanitária de até 8 toneladas cada uma, incluindo 24 paletes de 1 tonelada, e estão sendo realizados mais testes para incrementar a capacidade de carga.

Os paraquedistas podem ser lançados da rampa ou pelas portas laterais em formações de até 20 efetivos, e já foi testado com sucesso o lançamento de 30 paraquedistas, pendente de certificação. Os testes continuam para aumentar esse número, primeiro para 40, depois para 58 numa única passagem. 

O A400M está certificado para operar em pistas de grama e já finalizou com sucesso os testes para operar em solo de cascalho e areia, com certificação em andamento. O voo a baixas altitudes em terrenos montanhosos foi autorizado para o mínimo de 150 pés (cerca de 45,7 m) acima do solo de dia e 300 pés (cerca de 91,44 m) à noite, com controle manual do piloto. O desenvolvimento do voo automático a baixas altitudes também se encontra em estágio avançado.

A aeronave está certificada para receber combustível de um tanque em pleno voo, e ela própria pode servir de tanque tático para reabastecer caças e outras grandes aeronaves de dia. As operações deste tipo à noite já foram comprovadas e estão perto de receber certificação.

Em sua última configuração, o A400M está certificado para operar em temperaturas de até 55°C ao nível do mar, garantindo um excelente desempenho “hot and high” (alto e quente) em campos de aviação desafiadores pelo mundo. Também está autorizado para decolar e voar utilizando apenas três de seus quatro potentes motores caso ocorram problemas mecânicos ou danos em combate, incrementando o seu excepcional nível de autonomia operacional.