Airlines, Aviação Comercial, Indústria

China Aviation Supplies Holding Company assina contrato para a aquisição de 140 aviões Airbus


 

A China Aviation Supplies Holding Company (CAS) assinou com a Airbus um contrato de termos gerais (GTA, na sigla inglesa para “General Terms Agreement”) para a aquisição de um total de 140 aviões. O contrato contempla 100 aviões da família A320 e 40 da família A350 XWB, o que reflete a forte demanda das companhias aéreas chinesas em todos os segmentos do setor, inclusive os de voos domésticos, de baixo custo, regionais e internacionais de longo alcance.

O GTA foi assinado em Berlim por Tom Enders, CEO da Airbus, e Sun Bo, vice-presidente executivo da CAS, com a presença do presidente chinês, Xi Jinping, de visita na cidade, e da chanceler alemã Angela Merkel.

Segundo as previsões, a frota mundial de aviões de passageiros de mais de 100 assentos vai mais que dobrar nos próximos 20 anos, até superar as 40.000 unidades, e a taxa de crescimento anual do tráfego será de 4,4%. Mercados emergentes como o da China continuam sendo motores de crescimento, e a última Previsão Global do Mercado da Airbus para o período 2017 – 2036 indica que o tráfego doméstico passará a ser o maior mercado do mundo.

No final de maio de 2017, a frota de aviões Airbus em serviço com operadoras chinesas era de 1.440 aviões, dos quais cerca de 1.230 pertencem à família A320. O A350 XWB obteve o valioso respaldo de vários clientes chineses. O insuperável desempenho operacional e a confortável cabine do A350 XWB darão uma vantagem competitiva às aéreas chinesas que lhes permitirá atrair mais passageiros para as rotas internacionais.

Com mais de 13.000 aviões encomendados e mais de 7.600 entregues até hoje para cerca de 400 clientes e operadoras em todo o mundo, a família A320 é a linha de produtos de corredor único mais vendida no mundo. Com um avião em quatro tamanhos (A318, A319, A320 e A321), a família A320 oferece capacidades que vão de 100 a 240 passageiros. Esta família incorpora a cabine mais ampla do mercado de aviões de corredor único, com assentos de 18 polegadas (45,7 cm) de largura na classe econômica como elemento estândar.

O A350 também incorpora o desenho aerodinâmico e os materiais mais avançados, inclusive fuselagem e asas de fibra de carbono. Juntamente com os novos motores Rolls-Royce Trent XWB de baixo consumo, essas avançadas características tecnológicas se traduzem em níveis incomparáveis de eficiência operacional, com uma redução de 25% no consumo de combustível e nas emissões, e em custos de manutenção significativamente mais baixos.