Aviação militar, Destaque, Indústria

Pods de guerra eletrônica da BAE Systems protegerão aeronaves P-8A Poseidon da Marinha dos EUA

A BAE Systems recebeu um contrato de US$ 95 milhões da Marinha dos Estados Unidos para pods avançados de contramedidas para proteger a aeronave marítima multimissão P-8A Poseidon contra mísseis e outras ameaças. O pod de guerra eletrônica (EW) detecta e neutraliza ameaças de entrada, protegendo o Poseidon e suas tripulações e expandindo o alcance operacional da aeronave em ambientes disputados.

“Estamos trabalhando em estreita colaboração com a Marinha dos EUA para oferecer soluções inovadoras para proteger essa aeronave crítica e de alto valor”, disse Don Davidson, diretor de Soluções de Guerra Eletrônica Compactas Avançadas da BAE Systems. “Prototipamos rapidamente um sistema muito capaz, usando tecnologia comprovada para defender contra ameaças guiadas ar-ar e superfície-ar.”

O pod de sobrevivência da BAE Systems oferece detecção antecipada de ameaças e contramedidas eficazes para proteger os ativos aéreos de alto valor dos EUA e de outros países. O design flexível e de arquitetura aberta do sistema permite uma modernização rápida e econômica, é compatível com futuros recursos de detecção de ameaças e contramedidas e pode hospedar técnicas EW de terceiros.

O contrato de desenvolvimento de engenharia e manufatura (EMD) segue um contrato de resposta rápida da Marinha dos EUA para demonstrar o sistema em 2021. A equipe da BAE Systems projetou, construiu e testou um pod de demonstração, exibindo uma forte colaboração militar-industrial e prototipagem rápida. O contrato EMD ocorre após testes bem-sucedidos de aeronavegabilidade e eficácia.

O pod de autoproteção do P-8A faz parte da abordagem em camadas Intrepid ShieldTM da BAE Systems para a sobrevivência de aeronaves e plataformas terrestres, que utiliza todo o espectro eletromagnético para detectar, explorar e combater ameaças avançadas. O pod pode ser rapidamente adaptado a outros ativos aéreos de alto valor, permitindo que operem em ambientes disputados.

O trabalho no pod P-8A e em seus componentes é realizado nas instalações de última geração da BAE Systems em Nashua, New Hampshire e Austin, Texas.