Helicópteros

Líder Aviação alcança marca de um milhão de horas voadas em operações de helicóptero

A Líder Aviação acaba de completar a marca de um milhão de horas voadas em missões voltadas para a indústria de óleo e gás e energia. Esse tipo de operação faz parte do mix de serviços oferecidos pela empresa de aviação executiva e tem como foco oferecer soluções de transporte aéreo para destinos offshore e onshore.

De acordo com Júnia Hermont, superintendente da empresa, “a conquista dessa marca representa todo o pioneirismo da Líder Aviação ao oferecer esse serviço há quase 50 anos e reforça o papel e a contribuição da empresa para o desenvolvimento desse setor no país”.

Ao longo de todos esses anos, a Líder Aviação foi a primeira empresa a implantar um sistema que monitora eventos de manutenção e operações para garantir mais segurança de voo (Flight Data Monitoring – FDM); a realizar um monitoramento por satélite da posição das aeronaves (FlightFollowing); a utilizar o Sistema de Monitoramento de Uso e Saúde das Aeronaves (HUMS) e a implementar o Eletronic Fligh Bag (EFB), eliminando os documentos físicos e transformando-os em arquivos digitais, diminuindo, assim, a carga da aeronave.

“O investimento em tecnologia e segurança é uma constante em nossa empresa e vai desde a capacitação de todos os profissionais ao desenvolvimento e utilização de sistemas, de modo a elevar o nível de segurança das nossas operações e garantir a eficiência dos nossos voos”, reforça Diego Reis, diretor comercial O&G da Líder Aviação. Ele comenta ainda sobre o plano da empresa de implementar o TCAS 2, Sistema Anticolisão de Tráfego visando a atualização dos sistemas de segurança da empresa, de acordo com padrões internacionais. “Já temos o TCAS 1 e já está em andamento o upgrade nas aeronaves da nossa frota”, frisa.

Ele destaca ainda que o indicador de segurança da Líder Aviação está no mesmo nível da aviação comercial americana.

Reconhecimento no setor

A Líder Aviação já foi premiada e reconhecida nacional e internacionalmente por muitos operadores da indústria de óleo e gás. Na prestação de serviços para a Petrobras, por exemplo, a empresa conquistou, por quatro anos consecutivos, o primeiro lugar no Programa de Excelência Operacional de Transporte Aéreo e Marítimo (Peotram). A iniciativa foi criada para desenvolver padrões de gestão da segurança ainda mais rigorosos para as empresas de transporte aéreo e marítimo a serviço da Petrobras.

A empresa conta também com as certificações ISO 9001, voltada para qualidade do produto e serviço; ISO 14001, gestão de meio ambiente e OHSAS 18001, saúde e segurança.

Frota

Em sua unidade voltada para Operações de Helicópteros, a Líder Aviação possui uma frota com 32 helicópteros. Sendo os modelos S-92 A, S-76 C+, S76 C++, Bel 212 e H135.

Entre os serviços oferecidos estão transporte aéreo offshore e onshore, inspeção aérea de linhas de transmissão de energia e dutos, transporte aeromédico e fretamento de helicópteros (venda de voos spot).

O S-92, um robusto helicóptero da Sikorsky com capacidade para até 19 passageiros, é uma das mais seguras para operações offshore. Atualmente, 289 aeronaves estão em operação em todo mundo, alcançando mais de 1,7 milhões de horas voadas em sua totalidade.

Curiosidades

Em 1972, a Líder Aviação iniciou suas operações na Amazônia para dar suporte ao projeto RADAM (Radar na Amazônia). Uma aeronave, equipada com radar e instrumentos específicos, era utilizada para realizar o levantamento do relevo a partir de imagens geradas.

Essa atividade foi realizada pelo período de cinco anos, transportando técnicos, mateiros, equipamentos e mantimentos para a mata fechada da floresta.

Outra curiosidade é que, em 1973, a Líder Aviação ganhou a primeira concorrência para a prestação de serviços à Petrobras, interligando as plataformas de prospecção de petróleo na costa brasileira. Nessa época, a empresa iniciou seu investimento em aeronaves Sikorskys.